Wednesday, November 22, 2006

Mau humor

Se eu pudesse eu matava mil. E mato até o delegado se ele for abusivo.

Pois é, pra quem me conhece, sabe que isso é raro. Por mais fodidas que estejam as coisas, eu quase nunca fico mau humorado. Sempre sorrio e fico bem animado logo que saio da cama, dizem que tenho um ânimo fora do comum ao acordar. Mas hoje não. Acordei com a pá virada. Com vontade de partir tudo. Sem sorriso no rosto. saí do quarto com o short de dormir. Não fiz questão de tirar os fiapos de coberta da barba nem do cabelo. Não tenho vontade de falar com ninguém. Quem me conhece sabe a minha capacidade pra ficar emburrado. Quem me conhece deveria me evitar hoje.

E nada como um dia de mau humor para criar a primeira regra pra esse blog. Nada de posts bêbados. Das próximas vezes que eu chegar bêbado em casa, prometo que tentarei esquecer a senha dessa merda.

Desculpem-me. Daqui a pouco passa.

Ouvindo: Ratos de Porão - Rebosteio

4 comments:

tristinho said...

É...eu conheço você o bastante pra dizer que você invoca o capeta quando tá de mau humor. Pena que eu não posso te passar uma lição, pois você sabe que comigo o mau humor é pesado também...

Musiquinha pra hora do mau humor: "Sometimes I can'not take this place, sometimes it's my life I cant't taste..."(Korn)

Abração pra você, seu velho ranzinza!

Anonymous said...

eu tenho medo desses seus momentos... nem sei se deveria comentar, huhauh!

worm said...

Pior quando tú tá cozido com um celular na mão.

Celular devia ter um bafômetro. Se detecta alcool, desliga!

Tato said...

Tristao... quer um abraço???