Wednesday, October 11, 2006

Sobre os perigos de navegar na internet

Há muito tempo me preocupo com esse assunto, digo pra vocês que minhas unhas são mais curtas e corroídas devido às minhas preocupações com a navegação e o tráfego de informações na internet. Aquele moço do Engenheiros do Hawai, acho que é Humberto Guessinguer, já fezz uma metáfora chamando ela de infinita highway. Highway, pelo que sei, é uma autoestrada. Um local de grande fluxo de cargas, informações e pessoas. E nesssa autoestrada nos aventuramos dia após dia, parando em cada ponto da estrada que já foi nossa casa, nosso trabalho, nossos amigos, amores e etc. A cada dia que pego essa autoestrada, aumentam os pontos de parada, mas sempre há aquele posto, aquela cidade, aquela rodoviária preferida, que já sabemos onde fica, e onde seria impossível de se perder.

É certo que sou um condutor experiente, principalmente nos trechos da infinita que costumo conduzir, mas parei certa vez no acostamento, amedrontado e envergonhado, além de duvidoso: por que, diabos, não temos tanta prudência ao trafegar na internet, assim como nos é exigido para guiar um carro pelas estradas? Por que não é preciso uma carteira de motorista, teste de habilidade e coisas assim? Concordo com quem responder que essa habilidade surge naturalmente, não seria preciso um instrutor e nem fazer uma prova de download para podermos acessar a internet. Mas e a prudência, como fica? Como garantir que nossos condutores farão sempre o melhor uso da rede? Que não serão inoportunos, imprudentes e imperitos? Penso que há cada 5 kilometros deveria haver um posto de polícia, obrigando os condutores a bufar ao balão*. Diminuíria o número de acidentes, pois.

*"bufar ao balão" é o equivalente a assoprar o bafômetro

Ouvindo: Um remix que fiz na minha cabeça:
Beatles - Yesterday
Elvis Presley - You are always on my mind
Arctic Monkeys - I bet that you look good on the dance floor

3 comments:

Tristinho said...

ihhhh...já tá falando igual portuga...se chegar aqui com sotaque, vai levar um "pedala"...rs...
...mudando de assunto, você podia mandar umas cartas periodicamente pra ECA, que seriam afixadas no mural...assim, todo mundo ia parar de perguntar como você tá toda vez que me encontra...hehe...

Bigode said...

Demorou, passa o endereço do blog pra geral, daí eles podem acompanhar minha vida....
E manda um beijo pra todo mundo que perguntar de mim.

E o sotaque é inevitável.

Anonymous said...

Não é tão perigoso assim não. Pensa bem, são só gotinhas de cera em noites de tempestade.

câmbio