Wednesday, January 26, 2011

2011: tendências para a sua saúde

Como sempre fora de hora, meu amigo e confidente Milton Nacimento enviou a lista de tendências para 2011 que rabiscamos a quatro mãos numa tarde ensolarada entocados em um bar de nome estranho no centro velho da cidade.

A lista não deve ser levada a sério, tratam-se de palpites furados sobre o futuro do homem como manifestação da vontade divina na Terra. Nesta primeira publicação da longa lista, daremos as tendências na linha de doenças - das mais graves e reais às mais psicossomáticas.

Reclamose: tida por Milton como o novo mal da sociedade moderna. Não adianta reclamar, nada que possa aplacar seu estado lastimoso será feito. Inútil tentar sobreviver e passar por cima dos obstáculos, o sintoma mais grave toma a vítima de jeito e a impede de fazer qualquer coisa senão reclamar. Não há tratamento, nem na raiz do mal nem sintomático.

Medrite aguçada: inútil sair do lugar, fique em casa, coloque umas cobertas por cima do futuro cadáver e relaxe. O fim está perto. Aliás, acho que ouvi o fim bater na porta. Será subito, assustador, mas não passará imperceptível. O cavaleiro do apocalipse atacará suas vítimas olhando fundo em seus olhos. Só o medo salvará os doentes, cujo tratamento é por demais arriscado para que qualquer vítima dê uma chance ao azar.

Colorite: doença que ataca os pacientes pelas calças, passando pelos óculos e que, progressivamente, atinge todos os tecidos vestidos pelo enfermo. Caso passe para os cabelos, a colorite pode deixar o indivíduo inoperante diante da sociedade.

Aparecite: a falta de amigos palpáveis e reais, daqueles que você pode abraçar, correr lado a lado e arrotar abraçados enquanto correm já derrubou muitos, mas em 2011 terá seu auge. Inútil não tentar aparecer. Use seu tempo para mostrar ao mundo- sim, o mundo inteiro está de olho em suas peripécias digitais - o quanto você "r a nice guy'. Use idiomas estrangeiros. Alemão impressiona. Francês derrete corações. Russo quebra barreiras entre você e o topo do mundo. Apareça. Não há cura para isso.

Artrose, nevralgia, desvio de coluna, estrabismo: assim como nas últimas listas de tendências feitas por Milton, as doenças tensas só tendem a aumentar. Chegam de mãos dadas ao medo, às reclamações e todo o paparico do pessoal que assiste sua vida virtual. Há rumores que existam curas. Ainda duvido e achamos - Milton e eu - arriscado.

Ficamos por aqui, encerrando a publicação das tendências para 2011. Não tema nada. Milton Nacimento nunca entendeu muito sobre a vida. Nenhuma das doenças acima foram estudadas a fundo. Não há nada conclusivo sobre nada disso aí acima. Fique calmo, deite-se no sofá, uma coberta colorida, sintoniza no Datena. Não se esqueça de compartilhar tudo com seus amigos. Amigo é coisa pra se guardar. Tenha um bom dia, bom ano.

Ouvindo: La Caution - Thé à la Menthe

2 comments:

Laura said...

agora no verão nem precisa ser Datena, pode ser BBB 11 mesmo.

Gustavo said...

Ô meus reis, vocês esqueceram do italiano na "aparicite".
Manda um abraço pro Milton e diz que vocês formam uma bela dupla!